Skip to content

História

Vindo a Malta para aprender inglês você se encontrará cercado pelos 7 mil anos de história e cultura viva que Malta tem a oferecer. Viaje no tempo, visitando as principais cidades maltesas, como Mdina e Valletta. As ilhas vizinhas, Comino e Gozo são um paraíso e você descobrirá os incríveis eventos históricos que moldaram o destino da Europa e do mundo.

As ilhas maltesas passaram por um período neolítico de ouro, cujos restos são os misteriosos templos dedicados à deusa da fertilidade. Mais tarde, os fenícios, os cartagineses, os romanos e os bizantinos passaram por Malta e deixaram sua marca na arquitetura e estrutura da ilha. Em 60 D.C. São Paulo naufragou na ilha enquanto viajava para Roma, e iniciou sua transformação cultural na ilha, em grande parte cristã e católica que sobreviveu até hoje.

A civilização árabe conquistou Malta em 870 AD e deixou uma marca importante na língua maltesa e na arquitetura da ilha. Até 1530, Malta era uma extensão da Sicília, com os normandos, os aragoneses e outros conquistadores dominando a ilha. De 1530 a 1798, os Cavaleiros Hospitalários levaram Malta a uma das suas eras de ouro, transformando-a num protagonista da cena cultural europeia ao longo dos séculos XVII e XVIII.

Ao começar a explorar Malta, você se encontrará cercado e respirando a rica história cultural das ilhas a cada passo que der. A vida cultural das ilhas foi moldada e enriquecida pela presença de artistas como Caravaggio, Mattia Preti e Favray, que foram comissionados pelos Cavaleiros Hospitalários para embelezar igrejas, palácios e auberges. Seus trabalhos sobrevivem até hoje, podem ser vistos em vários museus, patrimônios romanos da ilha e outros locais culturais. Em 1798, Napoleão Bonaparte assumiu o controle da ilha enquanto se deslocava para o Egito. A presença francesa na ilha durou pouco, pois os ingleses, que haviam sido chamados pelos malteses para ajudá-los a expulsar os franceses, tomaram as ilhas em 1800.

O domínio britânico em Malta durou até 1964, quando Malta se tornou independente. Os malteses adotaram o sistema britânico de administração, educação e legislação. Malta tornou-se uma república em 1974 e ingressou na União Européia em maio de 2004.

Valletta

malta-valletta2

Valletta foi fundada em meados do século XVI e é a atual capital de Malta. Por volta de 1490 a 1550, havia apenas uma única torre de vigia, onde hoje se encontra o forte de Sant Elmo.

Durante o período em que a Ordem dos Cavaleiros Hospitalários controlava as ilhas maltesas, Malta sofreu com o "The Great Siege" ou Grande Cerco, durante o qual perdeu temporariamente o controle do forte antes de tomá-lo de volta com a ajuda de reforços sicilianos. Depois que os Hospitalários venceram o Grande Cerco, foi o Grão-Mestre Jean de La Valette quem ordenou a construção da cidade fortificada que tomou seu nome: "La Valletta".

Mdina

malta-mdina2

Mdina é uma cidade fortificada no centro de Malta, foi fundada no século VIII e serviu como capital de Malta desde a antiguidade até o período medieval. Seu nome deriva da palavra "medina" árabe, que significa "cidade". Mdina também é conhecida como "a cidade silenciosa" devido à sua baixa população abaixo de 300 pessoas e ao número restrito de carros permitidos na cidade.

Interessado em aprender inglês conosco?

Gostaria de saber mais sobre nossos cursos?

Cultura

Com 7.000 anos de história, as Ilhas Maltesas estão mergulhadas em cultura e patrimônio. Este legado histórico, único no Mediterrâneo, reflete-se na arquitetura e coleções nacionais do país. Há tantas áreas de património e cultura que se pode explorar, o Palácio dos Grandes Mestres, que é agora a Casa do Parlamento, a “Sacra Infermeria”, que se tornou um centro de conferências totalmente equipado, o St. James Centre for Creativity - uma fortificação soberbamente restaurada onde obras de arte contemporâneas são exibidas nas paredes texturizadas originais e espaços redescobertos. Com estes edifícios e outros, o passado e o presente se misturam em uma lição duradoura e admirável na arte de viver.Teatro e música também são muito populares nas ilhas. Uma variedade de teatros, incluindo o Manoel Theatre de Valletta e duas Opera Houses em Victoria (Gozo), bem como vários locais ao ar livre, oferecem uma ampla seleção de peças de teatro, musicais, óperas e concertos. Há sempre algo para fazer nas ilhas maltesas.

Quanto tempo você gostaria de estudar na ACE?

Você tem alguma dúvida que podemos esclarecer?

Scroll To Top